complexo maior de histocompatibilidade (CPH)

Moléculas presentes na superfície de células que são responsáveis por apresentar antígenos ao Receptor do Linfócito T. Seus genes estão situados no braço curto do cromossoma 6, região altamente polimórfica, e dividem-se em CPH de classe I , classe II e classe III, conforme suas funções. Como foi descrito em princípio pela reação de rejeição produzida pelos linfócitos em transplantes, sua denominação tornou-se conhecida pela sigla HLA que significa Human Leucocyte Antigen. O HLA de classe I está presente em todas as células nucleadas, com exceção dos neurônios, células testiculares e intraoculares. Apresentam antígenos que são processados no citoplasma da célula, para os linfócitos T CD8 que têm função citotóxica. Assim sendo, um vírus que está parasitando uma célula tem seus antígenos apresentados pelo HLA classe I e reconhecido pelo linfócito T CD8, e este elimina substâncias tóxicas àquela célula infectada, destruindo-a. As moléculas de HLA classe II somente se expressam na superfície de células apresentadoras de antígenos profissionais, ou seja, os macrófagos circulantes e teciduais, os linfócitos B, as células dendríticas. Apresentam fragmentos de antígenos fagocitados pela célula, ao Receptor do Linfócito T CD4, que reconhece o antígeno e desencadeia a reação inflamatória específica contra aquele antígeno, onde ele estiver.

cph